quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Taxa de Desfrute para Gado de Corte


       A taxa de desfrute é um dos índices de eficiência da pecuária que define bem o nível tecnológico da atividade e sua capacidade de produção, ou seja, a capacidade da cadeia para utilizar comercialmente, transformando em carne, os animais do rebanho. Ela mede a capacidade do rebanho em gerar excedente, podendo ser representada na produção (de arrobas ou cabeças) em um determinado espaço de tempo em relação ao rebanho inicial. Quanto maior a taxa de desfrute, maior a produção interna do rebanho e a velocidade com que esta utilização ocorre define a capacidade produtiva da cadeia. 

      A taxa de Desfrute é uma medida importante que reflete o aproveitamento do rebanho, sendo influenciada por diversos fatores, tais como: raça utilizada, sistema de criação (a pasto ou confinamento), natalidade, idade ao abate, idade à primeira cria, lotação, peso ao abate, abate de fêmeas, ou seja, todos os índices da propriedade refletem-se na taxa de desfrute.
Já a taxa de desfrute, que está diretamente relacionada com o abate de fêmeas, seria um indicador tardio do mercado físico já que a redução de fêmeas resulta na redução da oferta de bezerros que consequentemente reduz a oferta futura de boi gordo pronto para o abate. 



Postar um comentário